quarta-feira, maio 09, 2007

Carta do novo planeta

Alguns dias depois do bombástico anúncio de que Plutão não seria mais um planeta, recebi e publiquei uma carta de desagravo do povo de lá. Inspirado, meu amigo, Mário Persona, aproveitou seu blog para uma excelente crônica a respeito.
Bem, agora que acaba de ser anunciada a descoberta de um novo planeta, carinhosamente batizado de Gliese 581c – nome que será brevemente fartamente utilizado nos rebentos nativos na Ilha de Vera Cruz, o Persona me passou a perna e fez antes a crônica dele em forma de carta... pois bem, Mário... aí vai a minha.

Após ler a missiva recebida pelo Mário Persona, do emerentísimo Zig Zoing, um dos mais notáveis habitantes de Gliese 581c, planeta recentemente descoberto e que já está sendo considerado a “Nova Terra” devido às características de morabilidade – ah, permitam-me deixar claro, morabilidade é possibilidade de morar, habitar, viver nele... questões de morabilidade relativas à moral... bem, vamos deixar para lá, pois a simples alusão à Terra não é lá uma boa referência... – fui buscar, nas agências de turismo, informações sobre pacotes turísticos ao novo globo.
Não achei – o que leva a crer que vou ter que passar novamente as férias neste planeta... fazer o que.
Pensei então, aproveitando o contato do Mário Persona, em escrever para o Sr. Zoing (será que na “Terra Nova”, a forma de tratamento é senhor?) pedindo referências e dicas.
“Estimado Sr. Zoing,
Tendo lido sua carta ao colega e amigo Mário Persona, tomo a liberdade de escrever-lhe solicitando sua atenção no envio de dicas para que, em breve, possa gozar minhas férias em vosso planeta.
As agências de viagem e turismo terráqueas ainda não dispõe de panfletos ou informações consolidadas sobre Gliese 581c, contudo devido às ultimas observações telescópicas, me parece que se trata de um local extremamente agradável para relaxar e aproveitar a companhia de familiares e amigos.
Atenciosamente”
Pois qual não foi minha surpresa que não somente o e-mail da crônica do Persona estava correto, mas quase que imediatamente ao envio da mensagem, o cordial Zig Zoing, respondeu.
“Prezado Sérgio;
Em primeiro lugar, muito obrigado por seu interesse em visitar nosso planeta. Em verdade, creio que seria necessário agradecer o fato de nos ter considerado um planeta – parece-me que recentemente vocês estão rigidamente criteriosos em relação à essa questão.
Lamento o fato de que as operadoras de turismo de Puf Puf CO2kk ainda não estejam com planos para trazer sua espécie até aqui. Tenha certeza que nossas autoridades diplomáticas já foram informadas e que, muito em breve, será possível anunciar novidades.
Ah, permita que explique-me: Puf Puf CO2kk é a forma como é conhecida vosso planeta aqui. Ou era até recentemente quando, descobertos, descobrimos que vocês se auto-denominam Terra e se consideram tão parecidos conosco que nos tratam por Nova Terra.
Na verdade, quando descobrimos seu planeta, há 7 trilhões de anos-luz, demos a ele um nome que, em má tradução – tendo em vista que os dicionários Puf Puf CO2kk – Gliese 581cc, Gliese 581cc – Puf Puf CO2kk – incluindo expressões idiomáticas, está em revisão e ainda não disponível para aquisição) era algo como “Esperança”. As primeiras missões enviadas – mesmo sem as dicas turísticas que ora me solicita – até confirmavam que era um bom nome.
Contudo, mais recentemente, as novas incursões nos levaram a alterar o nome de referência. Não conheço bem a história, mas sei que os que retornaram somente conseguiram contar algo entre acessos de tosse. Segundo eles, suas máquinas de fazer “puff – puff” estão muito avançadas, daí a referência ao nome: em verdade uma homenagem ao seu desenvolvimento.
Espero poder escrever-te com novidades em breve.
Atenciosamente”

Não sei pq, mas fiquei preocupado.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home