quarta-feira, novembro 29, 2006

Diversidade

Tem horas que a gente não precisa perder tempo escrevendo, pois alguém muito competente e extremamente talentoso, fez o favor de produzir uma obra simplesmente fantástica.

Esse é o exemplo do dia de hoje. Quando abri o essencial Blue Bus, vi o texto da Marise Araujo - articulista desse site, com textos que se vocês ainda não leram, não sabem o que estão perdendo.

No dia de hoje, a escritora coloca que "os talentos florescem onde se promove o respeito a diversidade".
Vejam que maravilha:

"Nao precisa ser nenhum Papa para descobrir, e dizer lá na Turquia, que está na diferença, no contraste entre culturas, a verdadeira fagulha que move o mundo. Uns, aproveitam para atear fogo e transformam a vida de muita gente num inferno. Outros, param para observar e trazer esses novos pontos de luz para o pão nosso de cada dia. Religiões à parte, o negócio é ter fé nas pessoas e nos talentos que estao por aí, pedindo para serem descobertos ou melhor, incendiados".

Continua:
"Um estudo da Transitar, empresa de outplacement das mais credíveis, acaba de chegar a seguinte conclusão - a retenção de talentos é mais fácil em lugares que promovem a diversidade entre os seus colaboradores. Sem querer, descobriram a pólvora e a combinaçao mais explosiva que existe. A de que gente combina com gente e as diferenças culturais, em vez de atrapalhar, ajudam as organizaçães a enfrentar os eventuais problemas que surgem com a globalização. "As empresas que aceitam as diferenças raciais, etárias, culturais ou políticas promovem um ambiente em que as pessoas se sentem mais à vontade, com maior abertura de espírito. Isto só vai ajudar os colaboradores a exprimirem-se melhor" - explicam.

E no último parágrafo:
"Nos dias que correm, as empresas que não quiserem perder a chance de fazer a sua própria história devem aprender, com os seus próprios colaboradores, a melhor maneira de enfrentar o mundo global que está logo ali, ao abrir da porta para um novo dia de trabalho. Talento, conhecimento, abertura para o novo. O conteúdo ao invés da forma. A diversidade cada vez mais a fazer parte dessa nova realidade. O preconceito precisa ser jogado fora. Um bom lugar? Na fogueira das vaidades".

Alguns minutos com os olhos deitados sobre esse texto são suficientes para pelo menos algumas horas de reflexão e, quem dera, muitos dias de verdades.

Isso dá uma crônica.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home